A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Cultura apresentam

Evento

“Mesa-redonda em torno da exposição "Ausência", de Nana Moraes ”

29 de julho às 16h

Local: Centro Cultural Correios
Rua Visconde de Itaboraí, 20 • Centro, Corredor Cultural • Rio de Janeiro • Tel.: 2253-1580 • Horário de funcionamento: 3ª a dom. das 12h às 19h • http://www.correios.com.br

29 de julho às 16h

Abertura:

A atriz Renata Sorrah lerá trechos de cartas das mães detentas para seus filhos e filhas expostos na exposição "Ausência".

Participantes:

Vilma Diuana

Psicóloga, doutora em bioética, ética aplicada e saúde coletiva (IMS/UERJ), com larga experiência no sistema prisional. No âmbito do Programa de Pesquisa da Fiocruz “Nascer nas Prisões”, foi responsável pelo componente do estudo que visou conhecer as vivências e sentidos da maternidade na prisão, sob a perspectiva das mulheres presas, dos profissionais que as assistem e dos operadores de direito que atuam junto a elas. 

Alexandra Sánchez

Médica, doutora em saúde pública, pesquisadora da ENSP/Fiocruz, com longa atuação em saúde prisional como médica e pesquisadora. Coordenou, com Maria do Carmo Leal, o Programa de Pesquisa “Nascer nas Prisões”, desenvolvido pela Fiocruz.

Luciana Boiteux 

Professora associada de Direito Penal e Criminologia da UFRJ. Coordenou junto com Maíra Fernandes a Pesquisa Mulheres e Crianças Encarceradas no RJ (traz dados sobre mulheres em situação de maternidade nos presídios cariocas, seu perfil, a realidade carcerária, as violações de direitos humanos a que estão submetidas e traz propostas de reformas da lei.)

Ana Christina Faulhaber

Diretora da Unidade Materno infantil do Complexo de Gericinó/ Bangú

 Mediadora:

Regina Zappa 

Jornalista, escritora e roteirista. Trabalhou no Jornal do Brasil por mais de 20 anos e em outros veículos de comunicação. Tem mais de 10 livros publicados, entre eles, quatro livros sobre Chico Buarque, a biografia Gilberto Bem Perto (Nova Fronteira, 2013), em parceria com o compositor, o romance Doce Lar e o livro documental 1968, Eles só queriam mudar o mundo, com Ernesto Soto, (Zahar, 2008). Participou, como diretora e roteirista do documentário Edu Lobo Vento Bravo, como roteirista e entrevistadora de A paixão segundo Callado, como roteirista de Chico Artista Brasileiro, como roteirista e entrevistadora de Sergio Britto, Mestre dos Palcos.