Loading...

COSTAS DE VIDRO

Costas de vidro é uma expressão utilizada pelos lutadores da Ladja – uma dança de combate praticada na Martinica, no Caribe. O principal fundamento desta luta é o “ou wè`y ou pa wè`y” expressão em crioulo que significa: “vê mas não vê” e se refere à capacidade ilusionista dos golpes desta arte. Nesta luta quem tem as costas de vidro tem o poder da invisibilidade. Esta exposição é fruto da pesquisa de doutorado realizada pelo fotógrafo. Foram quatro anos de investigações e três viagens à Martinica.

O FOTÓGRAFO

Edu Monteiro é fotógrafo e pesquisador. Possui doutorado em Artes pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ e mestrado em Ciência da Arte pela Universidade Federal Fluminense – UFF. É autor dos livros Autorretrato Sensorial (Pingadoprés, 2015) e Saturno (Azougue Editorial, 2014).

A EXPOSIÇÃO

Abertura da exposição Costas de Vidro de Eduardo Monteiro, curadoria de Roberto Conduru. De segunda à sexta, de 13h00 às 18h00.

Abertura: 30 de julho de 2018, 18h00
Local: Z42 Art Galeria
Rua Filinto de Almeida, 42 • Cosme Velho • Rio de Janeiro

2018-12-28T04:12:49+00:00