Loading...

FÁBIO, 2003

O desaparecimento forçado é uma prática dentro do repertório da violência urbana brasileira que afeta principalmente a jovens de comunidades carentes. Tem fortes raízes nas práticas de opressão desenvolvidas durante o período da ditadura militar e se converteu em um paradigma do fracasso da luta antidrogas segundo o modelo imposto pelos Estados Unidos em grande parte da América Latina. Desde o caso de Fábio Alves, residente na Baixada Fluminense que desapareceu em 2003 junto com seu amigo Rodrigo Abílio depois de uma abordagem policial, pretendemos com este projeto lançar luz sobre um tema que nunca é prioridade para o governo brasileiro apesar das estatísticas assinalarem um alarmante aumento deste tipo de violência na última década. A ausência de Fábio é uma constante na vida de sua mãe, D. Izildete. Para contar esta história optamos pela reconstrução dos últimos fatos de sua vida e de que maneira ele segue presente no dia a dia de sua mãe. O desinteresse do Estado por investigar este tipo de desaparecimento prolonga a agonia e a incerteza das famílias envolvidas. Na série Fábio, 2003 elegemos combinar fotografia documental com o uso metafórico de imagens para permitir também mostrar o que já não existe mas que segue presente. Assim conseguimos reconstruir os últimos acontecimentos na vida deste rapaz junto com a peregrinação de sua mãe no labirinto burocrático no qual está envolvida.

O FOTÓGRAFO

Bruno Morais, iniciou sua carreira como fotógrafo enquanto estava na graduação em Educação Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro onde documentou festas populares brasileiras. Funda o Coletivo Pandilla em 2009 e passa a integrar a Escola de Fotógrafos da Maré e a Agência Imagens do Povo em 2010. Em seus estudos se interessa pela possibilidade de construir uma linguagem documental e imaginária onde o espectador tenha espaço para interagir com a obra segundo sua própria experiência cultural. Expôs trabalhos na Galeria 535, FotoRio, Paraty em Foco, Lagos Photo, San Jose Foto, Encontros da Imagem, Festival de Fotografia de Tiradentes, Valongo Festival Internacional da Imagem e CoalMine Museum. Vive e trabalha entre Rio de Janeiro e México

A EXPOSIÇÃO

Abertura das exposições Fábio, 2003 de Bruno Morais, Sagradas Famílias de Claudia Mauad e Bruna Andrade, Retrato Falado de Chico Amaral, The Yellow Boy e Stone Valley de Julieta Schildknecht e Retrato Falado de Tatiana Altberg.

Abertura: 02 de agosto de 2018, 19h00
Local: Villa Aymoré
Ladeira da Glória, 26 • Glória • Rio de Janeiro

2019-05-29T23:07:40+00:00