Loading...

EXCESSOCENUS

Os geólogos já declararam uma nova era no planeta Terra chamada Anthropocenus, gerada pelas nações industrializadas e suas elites que transformaram a indústria no novo motor que define a dinâmica do planeta.

A verdade é que nos países menos desenvolvidos o padrão de exploração descontrolada e abusiva dos recursos naturais , e o consumo excessivo de bens manufaturados, continua sendo o modelo de desenvolvimento, apesar das falhas óbvias.

Com o típico vigor jovem pela novidade, estes países seguem abraçando os restos dos erros dos outros, tornando-se um mercado para tecnologias obsoletas e altamente tóxicas, com praticamente nenhum planejamento para “depois da festa”.

Com este estado de coisas decidimos abordar as questões e desafios para os territórios mais expostos e menos preparados para as consequências deste excesso. Visualizar os efeitos da macro-economia mundial nas micro-rotinas africanas, trabalhando sobre os gestos domésticos diários.

Utilizamos a fotografia para pensar tanto as questões relacionadas ao meio-ambiente como para refletir sobre a representação tradicional do espaço africano.

Excessocenus foi ganhador do prêmio Greenpeace Photo Awards 2016 e desenvolvido em parceria por Bruno Morais e Cristina de Middel.

OS FOTÓGRAFOS

Texto em breve.

A EXPOSIÇÃO

Abertura da exposição Excessocenus, de Bruno Morais e Cristina de Middel no Instituto Cervantes.

Abertura: 01 de setembro de 2018, 18h00
Local: Instituto Cervantes
Rua Visconde de Ouro Preto, 62 • Botafogo • Rio de Janeiro

2019-05-18T18:03:43+00:00