ENCONTRO DE OCUPAÇÃO VISUAL

Em 2018, o Encontro sobre Inclusão Visual, que já teve 11 edições, é ampliado e passa a se chamar Encontro de Ocupação Visual.

O Encontro, que tem por característica reunir projetos que ensinam a fotografia e o vídeo como instrumentos de inclusão social, passa a incluir também os coletivos que se formaram a partir desses projetos e que trabalham com fotografia ou vídeo como uma forma de exercício de cidadania, gerando empoderamento e reconhecimento de sua existência.

Neste ano em que o FotoRio Resiste, como um festival completamente independente, é fundamental destacarmos as atuais produções de fotografia e vídeo que tem vindo das periferias, comunidades, tribos e movimentos sociais às discussões da fotografia contemporânea. O Encontro de Ocupação Visual abre os debates em torno do tema proposto pelo festival: Fotografia + Cidadania.

O Encontro aconteceu no Auditório Cartola – Centro Cultural da UERJ.

Coordenação: Marcella Marer
Assistência: Talita Magar
Fotos: Rodrigo Braga

Programação:

Exibição do documentário SOS UERJ – A universidade Pública Resiste (10’, Bambalaio).

Palestras:

• “Retrato Falado” por Raquel Tamaio e Tatiana Altberg. Local de atuação: Belford Roxo e Ilha do Governador, Rio de Janeiro.

• Fazer e pensar imagens – COART UERJ por Alexandre Freitas, Marina S.Alves e Tony Queiroga.

Apresentação dos projetos:

• Spectaculu. Local de atuação: Rio de Janeiro. Coordenação: Branca Mattos

• Oficina de fotografia na Aldeia Apiwtxa Ashaninka. Local de atuação: Marechal Thaumaturgo, Acre. Coordenação: Pedro Kuperman.

• Fotografia Tátil. Local de atuação: Rio de Janeiro Coordenação: Patrícia Moreno

• Fotografando meu Bairro. Local de atuação Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch. Rio de Janeiro. Coordenação: Angelo Antônio Duarte.

• Alfabetização Visual. Local de atuação: São Paulo. Coordenação: João Kulcsár.

• Mão na Lata. Local de atuação: Maré, Rio de Janeiro. Coordenação: Tatiana Altberg.

• VOICI! Eu sou UERÊ. Local de atuação: Maré, Rio de Janeiro. Coordenação: Angela Carvalho.

• Laboratório Audiovisual Casa Nem. Local de atuação: Rio de Janeiro. Coordenação coletiva.

– Apresentação dos coletivos:

Favela em Foco e Foto Guerrilha.

– Abertura das Exposições:

• Mundos dentro de outro Mundo – VOICI! Eu sou UERÊ
Salão 2 do Centro Cultural da UERJ

A exposição, resultado da oficina de fotografia Voici! Eu sou Uerê, apresenta uma seleção de imagens realizadas por 10 crianças com idade entre 11 e 15 anos, moradoras do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

Fotografias de: Álvaro Lucas Soares De Campos, Ana Júlia De Paula Bibiano, Cauê Pereira Almeida Santos, Gabriel Henrique Honório, Guilherme Barbosa Das Neves, Gustavo Pereira De Souza, João Victor Da Silva De Almeida, Kauã Santiago De Lima Ribeiro, Pedro Henrique Da Silva Lima, Vitor Hugo Raymundo Da Silva.

• Transborda NEM.
Galeria Gustavo Schnoor – Centro Cultural da UERJ

A exposição apresenta trabalhos artísticos em diversas linguagens (fotos, vídeos, instalação sonora, poesia, performance) de integrantes do laboratório de audiovisual da Casa Nem.

O acesso e permanência de pessoas transvestigeneres, lésbicas e negras nos espaços de formação em nossa sociedade são atravessados radicalmente pela transfobia e pelo racismo, é no sentido de criar espaços de segurança e acolhimento que os cursos e laboratórios da Casa Nem desenvolvem seus projetos.

Integrantes do laboratório: André Ribeiro, Andréa Bak , Angela Donini, Apollo, Bernardo de Castro Gomes (OlharTransNegro), Bruna Bragança, Camila Bacellar, Daniela, Debbs Gomes, Diana Conrado, Duca Ralho, Evelym Chrystinne Gutierrez, Gisele Lisboa, Helena Machine, Hevelin Costa, Indianare Siqueira, Ivone Corrêa dos Santos, Jade, Lariça D’Rubia, Laura Murray, Ludi-k4 Nefetari, Malú, Mari Scarambone, Marina Tiév, Micael, Nefetaris Vandal, Niázia Ferreira, Nina, Piranha Fudida, Rebecca Blando, Rodrigo Luther King, Rud, Suzy Rocha, Xayoncé, Yabo Nefetari.