Aruanda

Ricardo Beliel dedica seu trabalho aos africanos, em especial aos angolanos, que imigraram e vivem atualmente no Rio, Salvador e São Luís, reconhecendo sua presença e importância na sociedade brasileira, apesar dos preconceitos e dificuldades que enfrentam cotidianamente.